Soldamaq

Engenharia e o significado das cores dos capacetes na construção civil

Postado dia 3 de novembro de 2016 em Dicas do Soldinha, Organização e Manutenção

O capacete é o elemento que serve para proteger a cabeça contra impactos externos. É o primeiro objeto que se nota se um canteiro de obras segue os procedimentos de segurança do trabalho e esse equipamento de proteção individual (EPI) é uma exigência legal.

Basicamente esse item de proteção tem como matéria prima o Polietileno de Alta Densidade na fabricação dos cascos e devem atender à NR 06 e à norma NBR – 8221 sob a égide da qual o Ministério do Trabalho emite o Certificado de Aprovação (C.A.) correspondente. Tais normas não impõem cores, mas definem os padrões de fabricação deste equipamento de proteção individual.

A cor de cada capacete é importante pois é por ela que é possível se identificar de longe a função de cada um na obra. A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) possui norma regulamentadora que padroniza as cores dos equipamentos na construção civil.

No Brasil, os fabricantes seguem também os padrões de qualidade aceitos internacionalmente usando um plástico que além de suportar impactos, é resistente a raios ultravioleta, possui combustão lenta, tem resistência à ação da água e resistência mecânica.

capacetes

Vale ressaltar que a CIPA regulamenta que exista um código de cores, porém fica a critério de cada empresa (departamento que cuida da identidade visual das organizações) estabelecer quais os cargos e suas respectivas cores, podendo evidenciar o senso organizacional da companhia, diferenciando setores, chefias, operários, estagiários e visitantes. A tabela de cores mais comumente encontrada em canteiro de obras é:

Engenheiros, estágios: Branco com 3 ranhuras

Mestre-de-obras, encarregados: Branco

Pedreiros: Azul

Eletricistas: cinza

Serventes e operários: verde

Para usar o equipamento de maneira seguro, é importante que se verifique a presença de selo do INMETRO e se o equipamento está dentro do prazo de qualidade. Normalmente o fabricante é quem define a validade que em média dura 5 anos para o casco e 3 para a suspensão interna.

Não se deve usar capacete com gorro e boné pois tais acessórios diminuem a capacidade de proteção dos capacetes.

Deixe seu comentário: